sexta-feira, 21 de setembro de 2018


BEJA e MÉRTOLA (Alentejo)

Em julho deste ano (2018) estivemos, o Paulo Roberto e eu, em Portugal. O programa foi ótimo, além de Lisboa passamos alguns dias no Estoril para um evento e fomos também a Beja, Mértola, Arraiolos e ao Porto. 

Em Beja nos hospedamos no excelente hotel POUSADA DO CONVENTO, antigo Convento de São Francisco.
O link para a página do hotel é:

Beja é uma bela cidade, com um antigo castelo medieval cujas ruínas ainda são imponentes. O bairro onde viviam os muçulmanos antes da chamada Reconquista também tem traços dos tempos medievais. Fotos minhas.

Ruínas do castelo medieval de Beja
Em Mértola o meu objetivo era visitar o Museu Islâmico, mas como a cidade fica bastante próxima de Beja continuamos hospedados na Pousada, muito agradável e com um excelente restaurante, e fizemos o passeio de apenas de um dia a Mértola, que é pequena.

O museu é muito bom e vale a visita para quem se interessa pelo passado islâmico da Península Ibérica. Há também a reconstituição do que seria uma casa dos "mouros", muito bem feita e próxima ao que sobrou da antiga mesquita, depois transformada em igreja.
Reconstituição de uma "casa moura"
Planta do pátio.

A
Museu de Mértola, prato de cerâmica do período islâmico (Idade Média)


Aqui um link interessante para organizar a visita à cidade, inclusive com o endereço do museu de Mértola:
https://www.visitalentejo.pt/pt/catalogo/o-que-fazer/museus-e-locais-a-visitar/museu-de-mertola-arte-islamica/
Talha para água em cerâmica,
proveniente de uma casa muçulmana da Idade Média.
A parte de baixo da talha é mantida sem a decoração vitrificada
para que a água permaneça fresca.

Aqui o link para uma entrevista do grande pesquisador  Claudio Torres, responsável pelo trabalho de arqueologia islâmica no sul de Portugal e grande incentivador dos estudos na área.
https://expresso.sapo.pt/cultura/2017-04-01-Claudio-Torres-Foi-na-prisao-que-recebi-o-primeiro-abraco-do-meu-pai#gs.zIrAYMs