sexta-feira, 21 de setembro de 2018


BEJA e MÉRTOLA (Alentejo)

Em julho deste ano (2018) estivemos, o Paulo Roberto e eu, em Portugal. O programa foi ótimo, além de Lisboa passamos alguns dias no Estoril para um evento e fomos também a Beja, Mértola, Arraiolos e ao Porto. 

Em Beja nos hospedamos no excelente hotel POUSADA DO CONVENTO, antigo Convento de São Francisco.
O link para a página do hotel é:

Beja é uma bela cidade, com um antigo castelo medieval cujas ruínas ainda são imponentes. O bairro onde viviam os muçulmanos antes da chamada Reconquista também tem traços dos tempos medievais. Fotos minhas.

Ruínas do castelo medieval de Beja
Em Mértola o meu objetivo era visitar o Museu Islâmico, mas como a cidade fica bastante próxima de Beja continuamos hospedados na Pousada, muito agradável e com um excelente restaurante, e fizemos o passeio de apenas de um dia a Mértola, que é pequena.

O museu é muito bom e vale a visita para quem se interessa pelo passado islâmico da Península Ibérica. Há também a reconstituição do que seria uma casa dos "mouros", muito bem feita e próxima ao que sobrou da antiga mesquita, depois transformada em igreja.
Reconstituição de uma "casa moura"
Planta do pátio.

A
Museu de Mértola, prato de cerâmica do período islâmico (Idade Média)


Aqui um link interessante para organizar a visita à cidade, inclusive com o endereço do museu de Mértola:
https://www.visitalentejo.pt/pt/catalogo/o-que-fazer/museus-e-locais-a-visitar/museu-de-mertola-arte-islamica/
Talha para água em cerâmica,
proveniente de uma casa muçulmana da Idade Média.
A parte de baixo da talha é mantida sem a decoração vitrificada
para que a água permaneça fresca.

Aqui o link para uma entrevista do grande pesquisador  Claudio Torres, responsável pelo trabalho de arqueologia islâmica no sul de Portugal e grande incentivador dos estudos na área.
https://expresso.sapo.pt/cultura/2017-04-01-Claudio-Torres-Foi-na-prisao-que-recebi-o-primeiro-abraco-do-meu-pai#gs.zIrAYMs

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

BENTO GONÇALVES, RS.

No mês de janeiro fiz uma viagem ao sul do Brasil, com meu marido, de carro. Saímos de Brasília e fomos descendo com calma até Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. Vale conhecer esta pequena cidade da serra gaúcha, pois além de agradável, com uma população muito simpática, ela tem um ótimo Museu do Imigrante, bons restaurantes e está próxima das boas vinícolas de toda a região, abertas para degustação. Recomendo especialmente uma visita à Vinícola ANGHEBEN, com uma produção de excelente qualidade, ainda que de pequeno porte. Um de seus vinhos, feito com a uva BARBERA, é excepcional. Todo o Vale dos Vinhedos está bem sinalizado, facilitando as escolhas.
Paulo Roberto e eu na Vinícola Angheben


O Museu do Imigrante conta a saga dos italianos no século XIX e tem um bom acervo, principalmente de documentos. Há boas informações sobre a família Todeschini, destacada na fabricação de gaitas-piano que se tornaram mundialmente famosas. É uma história pouco conhecida mas importante no desenvolvimento da região. Para mim, o museu foi um dos pontos altos do programa e o senhor que é  o  guia da visita conhece realmente a história da imigração e gosta de mostrar todo os objetos, fotografias e documentos, sem pressa e detalhadamente. 
Foto minha de uma das mais famosas gaitas-piano Todeschini.

Um circuito que também vale à pena fazer é o chamado Caminhos de Pedra, com casas construídas utilizando blocos de basalto, ou com uma mistura de madeira e basalto na parte inferior dos "chalés", típicos dos imigrantes italianos no século XIX. Elas proliferaram na época da imigração pelo baixo custo das pedras na região serrana. Atualmente, várias delas oferecem produtos locais. Destacam-se a Casa do Tomate, a Casa da Ovelha e a Casa da Erva Mate. Na Casa da Ovelha há queijos e produtos de lã de muito boa qualidade. Na do Tomate, é tentadora a variedade de temperos, geléias e outras conservas.
No link, mais informações sobre o passeio:
Na minha opinião (após ter pesquisado com cuidado) o melhor hotel da cidade é o Vinocap, próximo à praça central. Confortável e com um café da manhã incrível. Nós nos hospedamos inicialmente em uma pequena pousada menos confortável, mas depois trocamos para o Vinocap e achamos excelente. Aqui o link para ele. 
http://www.vinocap.com.br/pt

Foto minha da praça central de Bento Gonçalves com a decoração de Natal.